O CÓDIGO DE HAMURABI

Home Origem Antiga Babilônia Império Babilônico Decadência

A Bíblia faz referência em alguns dos seus trechos do Código de Hamurabi . Por se tratar de um registro de leis mais antigo que a própria Lei Mosaica (cerca de 1.700 a.c.), podemos dizer que em alguns momentos a Bíblia o menciona atuando dentro do comportamento de alguns dos principais persangens bíblicos.

O que se torna importante para nós como análise, é o fato que a origem dessas leis foi na antiga Babilônia, através de um imperador caldeu de nome Hamurabi. Contemporâneo aos dias de Abraão, Hamurabi viveu ainda quando Ur dos Caldeus tinha uma importância relevante no mundo antigo.

A foto é um retrato de uma das mais importantes descobertas arqueológicas; O Código de Hamurabi descoberto em 1901 pelo arqueólogo Jaques de Morgan (Wikipédia). Atualmente exposto no museu de Louvre em Paris, no departamento de Antiguidades Orientais, sala 3.

Escrito dentro dos padrões de cultura e religião do povo caldeu, O Código de Hamurabi tem constrates gritantes no que diz respeito aos conceitos bíblicos. Por exemplo, podemos citar um dos tópicos que mais se destacam entre todos eles; a questão da perversão sexual. Enquanto a Bíblia mandava punir com pena de morte todos àqueles que se envolvessem com incestos de qualquer grau ou natureza, homosexualismo, bestialidades e prostituíções, o Código de Hamurabi, permitia apenas que a pessoa acusada fosse extraditada de uma cidade para outra apenas.

Com suas 46 colunas de escrita cuneiforme acádia, 281 leis em 3.600 linhas, 2,5 de altura, 1,60 metros de circunferência na parte superior e 1,90 metros na base, o Código permaneceu por diversas vezes em uma cidade muito citada pela Bíblia; Susa, atual Irã.

O Código de Hamurabi teve dentro dessa estrutura, a preocupação de organizar uma sociedade ainda muito embrionária nas questões sociais, mas, para nós o que interessa, é dizermos que nunca nesse processo, notamos a mesma preocupação em relação às questões morais e espirituais que a Lei Mosaica expressou.

O Código tem na sua parte superior, a imagem de um deus caldeu muito importante; o deus sol Shamash junto com o imperador Hamurabi. Essa imagem nos retrata bem de que maneira a Babilônia e o seu povo, conduziria a sua fé, a sua indole moral e espiritual.

Foi nesse lugar que homens de Deus como Daniel e Jeremias pisariam os seus pés, tempos depois, para levar a sua fé no Deus Vivo de Israel.